Hematita

Hematita lamelar. Foto de Uwe Haubenreisser. Mindat.org.

Fonte:  Hematita lamelar. Foto de Uwe Haubenreisser. Mindat.org.

ÓXIDO DE FERRO DO GRUPO DA HEMATITA. POLIMORFO DA MAGHEMITA.

Fórmula: Fe2O3

Cristalografia: Sistema Trigonal. Classe Escalenoédrica hexagonal 

Eixos cristalográficos. Museuhe.com.br.Índices de Millers. Museuhe.com.br.

Fonte: Eixos cristalográficos e Índices de Miller. Museuhe.com.br.

 

PROPRIEDADES FÍSICAS

Cor: Cinza, preto e cinza aço.

Brilho: Metálico, submetálico,  fosco.

Diafaneidade: Subtranslúcido para opaco.

Tenacidade: Elástico (em lâminas finas) e quebradiço.

Dureza: 5,5 – 6,5 (Escala de Mohs)

Clivagem: Ausente.

Fratura: irregular, subconchoidal

Hábito: .  Apresenta-se normalmente com hábito granular, podendo também se manifestar como agregado terroso, como roseta, botrioide,  massas reniformes, em agregados fibro/radiais ou fibrosos, micácea, laminada, ou especular.

Magnetismo: Levemente magnético.

Solubilidade em HCl: Solúvel com formação de solução amarelada ou esverdeada.

 

PROPRIEDADES ÓPTICAS 

Cor em lâmina: Cinza, vermelho, branco e cinza aço.

Fórmula pleocroica: E = amarelo, vermelho; O = marrom, vermelho

Caráter óptico: uniaxial (-) 

Valores de índices de refração:  e = 2,87-2,94, w = 3,15-3,22, bire = 0,2800.

 

CARACTERÍSTICA DIAGNÓSTICA:  Reconhecida pelo brilho, densidade e cor do traço vermelho.

 

OCORRÊNCIA: Amplamente distribuído em rochas de todas as idades. BIFs, rochas ígneas feldspáticas; depósitos de metamórficos de contato, rochas associadas a fumarolas e como depósitos sedimentares de alteração ou detríticos.  Um cimento comum em rochas sedimentares e um mineral importante em oólitos de formações ferríferas. Pode alterar-se para goethita e transformar-se em magnetita, siderita, pirita, etc.

 

USO: Principal fonte de ferro para fabricação de aço, mas também é utilizado em pigmento ocre-avermelhado, como pó para polimentos, e, devido ao seu intenso brilho metálico, pode ser utilizado como gema.

Cristal de hematita com brilho metálico. Foto de Rob Lavinsky. Mindat.org.Hematita em agregado botrioidal. Foto de John H. Betts. Mindat.org.

Fonte: Imagem 1: Cristal de hematita com brilho metálico. Foto de Rob Lavinsky. Mindat.org. / Imagem 2: Hematita em agregado botrioidal. Foto de John H. Betts. Mindat.org.

 

 

Referências: 

HEMATITE Mineral Data, 2021. Disponível em http://webmineral.com/data/Hematite.shtml#.YMOCiKhKjIU . Acesso em 11/06/2021.

HEMATITA. 2021. Museu de Minerais, Minérios e Rochas Heinz Ebert. Unesp. Disponível em https://museuhe.com.br/mineral/hematita-hematite/ . Acesso em 11/06/2021.

HEMATITA. 2021.Universidade de São Paulo. Disponível em https://didatico.igc.usp.br/minerais/oxidos-hidroxidos/hematita/. Acesso em 11/06/2021.

HEMATITE, 2021. Hudson Institute of Mineralogy. Disponível em https://www.mindat.org/min-1856.html . Acesso em 11/06/2021.