Gibbsita

Agregado botrioidal de gibbsita na cor verde claro. Foto de Rob Lavinsky. Mindat.org.Fonte: Agregado botrioidal de gibbsita na cor verde claro. Foto de Rob Lavinsky. Mindat.org. 

 

HIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO. POLIMORFO DA BAYERITA, DOYLEITA E NORDSTRANDITA.

Fórmula: Al(OH)3.

Cristalografia: Sistema monoclínico, classe prismática.

Eixos cristalográficos da Gibbsita.Índices de Miller da Gibbsita.

Fonte: Eixos cristalográficos e índices de Miller da Gibbsita. 

 

PROPRIEDADES FÍSICAS

Cor: verde, verde claro, incolor, cinza, vermelho claro, branco acinzentado, branco esverdeado, branco avermelhado e azulado.

Brilho: vítreo, perolado, fosco e terroso.

Diafaneidade: transparente a translúcido.

Tenacidade: quebradiço.

Dureza: 2,5 - 3 (Escala de Mohs)

Clivagem: perfeita na direção [001] (basal).

Fratura: irregular.

Hábito: Terroso com aspecto de argila, cristais esféricos formando agregados arredondados, estalactíticos, pode formar agregados fibro-radiados, aciculares, botrioidais ou em crostas. Comumente pode ocorrer geminação em {001}.

Traço: branco.

Solubilidade em HCl: solubiliza-se formando solução incolor.

Solubilidade em H2SO4: solúvel.

 

PROPRIEDADES ÓPTICAS 

Pleocroísmo: ausente.

Caráter óptico: biaxial (+)

Cor em lâmina: incolor ou marrom.

Valores de índices de refração:  nα = 1,568 - 1,570;  nβ =  1,568 - 1,570;  nγ = 1,586 - 1,587

 

CARACTERÍSTICA DIAGNÓSTICA: 

 reconhecida pelo agregado botrioidal e pela dureza.

 

OCORRÊNCIA:

Encontrado em rochas aluminosas e ricas em feldspatos, em áreas de clima quente e úmido com alta pluviosidade, sendo formado através de processos de lixiviação intensa. Ocorre em veios hidrotermais de baixa temperatura e em rochas de metamorfismo de baixo grau. As associações mais comuns são com diásporo, coríndon, caulinita, e outros oxi-hidróxidos de Fe a Al.

 

USO:

Usado como fonte de alumínio.  

Cristais pseudo-hexagonais de gibbsita na cor roxa. Foto de Gianfranco Ciccolini. Mindat.org.Fonte: Cristais pseudo-hexagonais de gibbsita na cor roxa. Foto de Gianfranco Ciccolini. Mindat.org.

Cristal incolor de gibbsita. Foto de Enrico Bonacina. Mindat.orgFonte: Cristal incolor de gibbsita. Foto de Enrico Bonacina. Mindat.org

 

 

Referências: 

GIBBSITE Mineral Data, 2021. Disponível em http://webmineral.com/data/Gibbsite.shtml#.YPMr1OhKjIV. Acesso em 17/07/2021.

GIBBSITA. 2021. Museu de Minerais, Minérios e Rochas Heinz Ebert. Unesp. Disponível em https://museuhe.com.br/mineral/gibbsita-gibbsite/. Acesso em 17/07/2021.GIBBSITE, 2021. Hudson Institute of Mineralogy. Disponível em https://www.mindat.org/min-2013.html. Acesso em 17/07/2021.