Calcopirita

Amostra de calcopirita. © D Mylius / https://www.mindat.org/photo-858872.html

Fonte: Amostra de calcopirita.  D Mylius / https://www.mindat.org/photo-858872.html


SULFETO DO GRUPO DA CALCOPIRITA. 

Fórmula: CuFeS2

Cristalografia: Tetragonal.

Eixos cristalográficos da Calcopirita.Índices de Miller da Calcopirita

Fonte: Eixos cristalográficos e Índices de Miller da Calcopirita.

 

PROPRIEDADES FÍSICAS

Cor: Amarelo latão.

Brilho: Metálico.

Diafaneidade: Opaco.

Tenacidade: Quebradiço

Dureza: 3,5 – 4 (Escala de Mohs) – Dureza baixa

Clivagem: Duas direções de clivagem fracas {011} e {111}.

Fratura: Irregular.

Hábito: Normalmente maciça, às vezes botrioidal.

 

PROPRIEDADES ÓPTICAS 

Cor em lâmina: Amarelo latão.

Pleocroísmo: Fraco. Quase sempre impossível de se observar, mas se caso for possível observar pleocroísmo, a amostra pode ter sido formada a altas temperaturas e provavelmente possui composição anormal com alto teor de ferro.

Caráter óptico: Opaco

 

CARACTERÍSTICA DIAGNÓSTICA: 

Cor amarelo latão, traço preto esverdeado, baixa dureza.

 

OCORRÊNCIA:

Veios hidrotermais, depósitos de alteração, diques pegmatíticos, depósitos metamórficos de contato. Geralmente ocorre associado a esfarelita, galena, tetraedrita, pirita e outro sulfetos de cobre.

 

USO:

Minério de cobre.

Calcopirita, Esfarelita e Siderita. Mina Bottino, Stazzema, Província de Lucca, Toscana, Itália . © Cristian Biagioni

Fonte: Calcopirita, Esfarelita e Siderita. Mina Bottino, Stazzema, Província de Lucca, Toscana, Itália . © Cristian Biagioni

 

 

Referências:

www.mindat.org 

museuhe.com.br

https://didatico.igc.usp.br/ 

www.ufrgs.br